30 01 2007

Hoje o dia amanheceu como (dizem) um típico dia paulistano: nublado, escuro e com garoa.
Apesar disso, depois de uma noite de chuva, estava quente.
Pra ficar mais claro, lembrem-se da última vez que vocês estiveram dentro de uma panela quente. Lembraram? Então…
Agora imaginem que alguém joga água lá dentro da panela que você está, e tampa a dita. Forma aquele vapor e o calor aumenta, formando um famoso fenômeno, chamado abafamento.
Essa foi a manhã do dia de hoje, na capital paulista: tampada e abafada.

Eu saí pra trabalhar toda verão – quase praia mesmo -, dormindo, esbaforida e atrasada, pra variar Cheguei no metrô e notei que as pessoas estavam me olhando esquisito. Foi aí que, quase acordando, eu percebi que tinha alguma coisa estranha no ar, além do abafamento. Moleton, casacos, blusas de… LÃ! Tinha uma garota com blusa de lã! Eu juro.
Comecei a passar mal só de ver.
Depois de quase cair dura, fechar os olhos, fingir que dormia (em pé mesmo, não foi tão difícil. Tenho prática) pra não encarar as pessoas agasalhadas até a cabeça e, talvez, sobreviver até chegar no meu local de trabalho, comecei a pensar numa explicação praquilo.
Só consegui chegar à conclusão que o calor existe apenas quando está sol. Se o sol não aparece, está frio. Hoje, apesar de ser janeiro, é inverno, porque o sol não apareceu de manhã.
Ou isso, ou só temos zumbis em São Paulo. As pessoas aqui não têm sangue. Ou, ainda, eu estou na menopausa precoce.

É, eu estou na menopausa precoce, ou foi inverno hoje de manhã, mas agora está bem verão, viu? E eu estou bem fresquinha debaixo desse sol de rachar coco que saiu lá fora. Queria ver como tá a garota da blusa de lã.





FIGHT!

29 01 2007

Sábado eu descobri o PS2 e o Mortal Kombat. Tudo, assim, numa tacada só.
Minha vida nunca mais será a mesma.

Baraka é O cara.

Fight! Fight! Fight!
\o/





29 01 2007

Estou arrependida de ter lutado tanto por uma coisa que eu, no fundo, sabia que não daria certo nunca; frustrada por ter sido derrotada pela profissão que eu escolhi e que gosto tanto; com medo de perder de novo nesse recomeço que eu tô me propondo.

Não consigo pensar em outra coisa. Minha cabeça dá piruetas. Meu coração tá apertado. Tenho uma vontade constante de chorar…





26 01 2007

Qual é a única vantagem de trabalhar no meio de um feriado (que seria) prolongado?
Não tem trânsito.

Eu venho trabalhar de metrô.





Idéia

24 01 2007

Quando minha mamãezinha não faz comida, eu vou almoçar logo ali, na padaria da esquina.
Uns dias atrás, descobri um restaurantezinho aqui perto. A comida é muito boa, e é a metade do preço da padaria da esquina. Tenho ido lá.
Hoje, voltando do almoço, vi uma academia que nunca tinha visto antes, numa travessinha. Tem uma cara de ser legalzinha, não muito cara e tudo mais. Eis que, ao lado da academia, eu vejo o que?
Uma escola de pintura. Super fofa. Arrumadinha. Coloridinha. Aim.
Voltei a olhar pra academia, pensando: se tivesse umas janelonas viradas pra escola, e eu pudesse fazer esteira olhando pela janela, achando que tô indo pra escola de pintura, acho que daria certo. Hein?

Nota mental: parar de escrever diminutivozinhos irritantezinhos.





24 01 2007

A nova moda do Blogger é não deixar mais a gente postar pelo “blogger antigo”. Sempre dá pau.
Aí, aparece uma mensagem recomendando que você vá à página de status, onde você encontra algumas notificações de defeitos, todos no “blogger antigo”, por óbvio, que finalizam com a observação que o “novo blogger” não sofreu nenhum problema.
Então, você volta pro Painel, onde tem a lista de blogs que você tem, e recebe uma mensagem dizendo que você pode migrar pro “novo blogger” e acessar a sua conta com o login do Google.
Eles vão dominar o mundo, tudo bem, mas eu queria continuar postando do “blogger antigo”. Saco.





24 01 2007

Foi só um falar, ganhar post e tudo, pra todo mundo resolver vir falar que entra aqui sempre, que adora, que isso e aquilo, mimimimimimi, mas não comenta nada-nunca? Cês são todos timidinhos, né? Que bonitinhos!
Saibam que timidez de cu é rôla!
Cês tão achando que todo mundo vai ganhar post quado elogiar? Pois não vai.

Vão todos cagar no mato.

Só mais duas coisas:
1. Eu não sou doida, ok, Cacau?
Diga: sim, senhora.

2. O post do vestido é uma coisa muito séria. 😦